30 de dez de 2012

Ca.Bo.Co


Foi tão ligeiro q 
tá mais fácil esquecer...
Espero q seu sorriso continue,
para além do partir... Um outro sol ajuda.

Confiança exige conhecimento, confiar é conhecer,
embora tradicionalmente eu confie de primeira hora.
Pensam nisso como um defeito, mas tem grandeza.
Quando explode a sorte q me faz amar 
salto no escuro, atravesso as paredes, me revelo.

Ontem foi preciso acordar: acordai, acordai! Dizia os lençóis revolvidos.
Pela casa a natureza era acesa, pelo chão, sobre as mesas, 
no infinito limite dos nossos curtos instantes... 
O sabor do beijo, ainda resiste na lembrança.

O que faremos depois q isso tudo for passado,
quando as memórias forem o único porto de nossas evoluções?
Não é humano o que nos faz distantes, demasiado humanos refazemos os elos.

Eu vou saber, mergulhar no destino é o mais correto.
Alforriar novamente o coração e rumar, arrumar a casa e teimar de encantos.


Salsa Roxa em Lagoa do Piató

1 de ago de 2012

38


O amor 
merece tesão, 
brilho nos olhos 
e compromisso apenas de felicidade...

O resto é caso da paisagem, 
num risco de opinião!

Juntar amor 
sem cisco de dor
merecendo 
um quentinho de eternidade.

Arquitetura q futura...
Valor q perdura...
Viço q verdura...

Dobrar a sorte 
no caminho da sorte 
com seus consortes!


Estudo de bordado de Ivete Medeiros
 visite o ARTear mimm

14 de mar de 2012

37.open





Engana-me as abelhas...

Não vejo os zangões
como bichos alados, vejo-os mais
como escravos que são,
pastoreando a sua tomada seiva.
Defendendo a ninfomaníaca dama
de sua comédia.

Ter asas não lhes induz à liberdade.
São prisioneiros de uma sina, escolados
pela bio rotina de sua emergente casta.

Não os imagino com vida própria,
para o alento de suas batalhas.
Sem a coragem, num fim,
que mereçam as suas asas.




Parte do obtido
é sustentado
por vício:
agarrado fica
à queima roupa
como um carrapicho.



Esta bela urtiga encontrei no Mendubim. 

13 de fev de 2012

Eter na mente



A utilidade do fogo, da roda etc  
evolui com nossa humanidade!



Sobre o amor e o universo existem
muitos pontos de vista, mas, nenhum
definitivo ponto de exclamação...





Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...