25 de jul de 2010

de Torat...




Eu pesco de novo
todos os alvos da soberba,
a onda invisível do destino...
A florada e seca.

Prestes a naufragar
e me dividir, sem domar.

Dei-me o vencido
pela dimensão
das palavras
em que chafurdam
novos símbolos
aguardando ofertam
à trivial teima numa certeza
se estende na ocasião.


Os tratados na feitura
ao sol caminhamos
abaixo
ainda caminhamos nesse sol.
Absorvendo os signos
que nos sobraram
como legado,
propriedades do caso/coro.

Solto
nosso amor constrói
seus vaidosos motivos
pra que as horas enganchem
e eu possa ao menos te dar
um beijo de novela.

Novos símbolos
aguardando ofertam
na trivial teima
uma certeza
se estende na ocasião.


Os tratados na feitura
ao sol caminhamos
abaixo



ainda caminhamos
nesse sol.
Absorvendo os signos
que nos sobrarão
como legado
propriedades
do coro.


Solto nosso amor
constrói à parte
seus vaidosos motivos
em gestos.

Não restamos ignorados
na evasão dos dias
assumindo a telúrica
iluminação de não
pertencer a causa estranha
que confiando a coragem
aos dessemelhantes
escraviza a nós

[tenho sempre o trabalho - está feito!]


mesmo
como um jovem
seguro
jamais se explora
o que está guardado.


Espera-se da confusão
[dissipa o sentido]
ao momento
pra que as horas 
enganchem
e eu possa 
ao menos 
te dar
um beijo de novela. 


E...

Eu pesco de novo
todos os alvos da soberba,
a onda invisível do destino...


Aflorada em seca.

Prestes a naufragar
e me dividir, sem domar.
Dei-me o vencido
pela dimensão
das palavras
em que chafurdam
novos símbolos
aguardando ofertam
à trivial teima numa certeza
se estende na ocasião.
Os tratados na feitura
ao sol caminhamos
abaixo
ainda caminhamos nesse sol.
Absorvendo os signos
que nos sobraram
como legado,
propriedades do caso - coro:


Solto
nosso amor constrói
seus vaidosos motivos
pra que as horas enganchem
e eu possa ao menos te dar
um beijo de fotonovela.



.35

4 comentários:

A Flor do Sul - Perah Hadarom disse...

Bom domingo. Je pense à toi...

A Flor do Sul - Perah Hadarom disse...

"O mundo está sedento de amor: sacia-o",

Arthur Rimbaud.

A Flor do Sul - Perah Hadarom disse...

O que está guardado
Se pesca, se traz à superfície
Num ato violento mas necessário...

Não com com anzóis comuns,
Nem com técnicas conhecidas
Porque se trata de coisas escondidas...

Eudes Jr. Stockler disse...

legal hein!

Eudes Jr. Stockler - Blog

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...